5.4 C
Nova Iorque
domingo, novembro 29, 2020

Buy now

Monólogo pós-eleitoral de Dave Chappelle de 2020 vs. 2016


Como o monólogo do Saturday Night Live de 2016 de Dave Chappelle se compara à sua rotina de 2020? Separamos as diferenças e semelhanças.

Como Dave Chappelle 2016 Saturday Night Live monólogo em comparação com sua rotina de 2020? Ambos os programas pós-eleitorais incluem comentários culturais sobre questões políticas e raciais e concluem com o anfitrião oferecendo conselhos ao público americano. A principal diferença, no entanto, é A abordagem cômica de Chappelle e autoconsciência.

Chappelle hospedado Saturday Night Live pela primeira vez em 12 de novembro de 2016. Usando uma jaqueta que diz “CHAPPELLE”, o comediante fez uma apresentação de 11 minutos poucos dias depois de Donald Trump derrotar Hillary Clinton nas eleições presidenciais dos EUA. Chappelle informou ao público que ele antecipou o resultado, afirmando “Eu conheço os brancos,” e mais tarde falou na terceira pessoa ao fazer referência à sua persona pública. A história em quadrinhos pediu a todos os americanos que dessem uma chance a Trump, e declarou: “Nós, historicamente destituídos de direitos, exigimos que ele nos dê um também”. Chappelle mais tarde expressou pesar sobre seus comentários e, eventualmente, voltou ao Saturday Night Live palco em 7 de novembro de 2020 – poucas horas depois de Joe Biden derrotar Trump em uma eleição histórica nos Estados Unidos.

Continue rolando para continuar lendo
Clique no botão abaixo para iniciar este artigo em visualização rápida.

Relacionado: SNL compara a perda eleitoral de Trump à cena da prisão de redenção de Shawshank

Em 2020, Chappelle adotou uma abordagem diferente com seu Saturday Night Live apresentando show. Desta vez, ele trocou a jaqueta autorreferencial por um terno azul, sugerindo que estava levando a oportunidade mais a sério. Então de novo, Chappelle também fumou um cigarro durante sua rotina, que tem sido a norma para seus atos recentes em 2020. Quanto à comédia introdutória, ambos os monólogos envolviam comentários sobre raça. Em 2020, entretanto, Chappelle olhou para dentro e referiu seu legado familiar como o homem negro na América, em vez de fazer piadas abrangentes sobre pessoas brancas. No geral, o 2016 Saturday Night Live O monólogo (abaixo) era mais casual e egoísta, enquanto o monólogo de 2020 mostrava Chappelle reconhecendo grupos específicos de pessoas e tentando dar sentido aos estereótipos culturais.

Dave Chappelle na 42ª temporada do Saturday Night Live

Em ambos Saturday Night Live monólogos, as seções intermediárias apresentam anedotas pessoais que informam o público sobre a perspectiva de Chappelle. O ato de 2016 inclui um pouco sobre a fama do comediante e ele se tornando “gentrificado”, enquanto o ato de 2020 inclui uma longa piada sobre Chappelle fazendo shows em um milharal perto de sua casa em Ohio e sendo julgado por seus vizinhos brancos. Além disso, a referência de Chappelle Saturday Night Live o criador Lorne Michaels em ambas as rotinas, ao se desculpar por uma piada no monólogo de 2016 e, em seguida, trollar o público em 2020 após uma parte mal recebida, afirmando, “Eu te provoquei? Sinto muito, Lorne, pensei que estávamos tendo um show de comédia.” Ambos os atos também trazem piadas sobre o assassinato de pessoas pelo presidente dos Estados Unidos. Em 2016, Chappelle imagina uma situação surrealista em que Barack Obama agiria como um “estereotipado” Pessoa negra após matar quatro pessoas, enquanto o monólogo de 2020 inclui uma piada sobre Trump matando quatro pessoas após ser diagnosticado com COVID-19.

O monólogo de Chappelle para 2020 termina com uma mensagem mais poderosa e reflexiva. Para contextualizar, a rotina de 2016 termina com o comediante citando uma recente viagem à Casa Branca e se sentindo esperançoso com o futuro, mesmo com Trump no Salão Oval. Durante o monólogo de 2020, Chappelle expressa um sentimento semelhante (“É bom ser um vencedor humilde”) e certifica-se de reconhecer que, assim como os liberais se sentiram horríveis depois que Trump foi eleito, metade do país agora está se sentindo da mesma forma após a vitória de Biden. Em última análise, Chappelle fecha com força em 2020 por meio de um comentário sobre a dor cultural compartilhada. Ele fala tanto para a Red e Blue America, o tempo todo usando humor com temática racial para sugerir que os brancos podem aprender algumas lições de negros como ele. Se o 2016 Saturday Night Live monólogo termina com uma espécie de ponto de interrogação próximo, a rotina de 2020 termina com um ponto de exclamação, evidenciado pela queda final do microfone de Chappelle e um comportamento mais apaixonado.

Mais: SNL: Biden de Jim Carrey traz de volta o clássico Ace Ventura Loser Line para Trump

Superman & Lois Set Foto Tyler Hoechlin

Superman & Lois Set Photos Tease Classic Version Of DC Superhero


Sobre o autor


Fonte

Posts Relacionados

The new Amy Winehouse boxset ‘The Collection’ – is it any good?

Eight-and-a-half years after her tragic death at age 27, Amy Winehouse remains a highly revered figure who’s been hailed as an influence by everyone...

Lokoy se junta a Emilie Østebø no novo single ‘A Mistake’ – ouça

Lokoy compartilhou um novo single chamado 'A Mistake' - você pode ouvi-lo abaixo. LEIA MAIS: Conheça Lokoy - o baixista do Sløtface que vai solo...

Em louvor ao desequilibrado herói da comédia Matt Berry de ‘Toast Of London’

Alguém mais viu o anúncio do aplicativo Calm recentemente? O sonhador Harry Styles do norte falando com você pelo telefone prometendo te fazer...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimos posts

The new Amy Winehouse boxset ‘The Collection’ – is it any good?

Eight-and-a-half years after her tragic death at age 27, Amy Winehouse remains a highly revered figure who’s been hailed as an influence by everyone...

Lokoy se junta a Emilie Østebø no novo single ‘A Mistake’ – ouça

Lokoy compartilhou um novo single chamado 'A Mistake' - você pode ouvi-lo abaixo. LEIA MAIS: Conheça Lokoy - o baixista do Sløtface que vai solo...

Em louvor ao desequilibrado herói da comédia Matt Berry de ‘Toast Of London’

Alguém mais viu o anúncio do aplicativo Calm recentemente? O sonhador Harry Styles do norte falando com você pelo telefone prometendo te fazer...

KennyHoopla e Travis Barker dirigem pela cidade no vídeo ‘ESTELLA //’

KennyHoopla compartilhou o vídeo com sua recente equipe com Travis Barker, 'ESTELLA //' - assista abaixo. LEIA MAIS: Conheça KennyHoopla, o metamorfo de Wisconsin que...

Claud: conheça o primeiro artista que assinou contrato com a nova gravadora de Phoebe Bridgers

Quando um artista opera sob um monônimo, geralmente sugere uma estrela que é maior que a vida; um alter ego que eleva um...